Os cookies ajudam-nos a prestar os nossos serviços e a melhorar este website, identificando as formas como este website é utilizado. Ao utilizar os nossos serviços ou continuando a navegar neste website, está a concordar com a utilização que fazemos dos cookies. OK Saber mais.

Search form

Açafrão

Nome científico: Crocus sativus

O açafrão é natural da Ásia e é cultivado na Índia, China, Irão e Iraque, assim como na bacia do Mediterrâneo, especialmente em Espanha.

O açafrão é um tipo de crocos, que floresce nos meses de Setembro e Outubro e cujas flores são lilases. As folhas são estreitas e compridas. As pétalas das flores do açafrão são rapidamente colhidas durante as semanas de floração, pois têm de ser secas tão depressa quanto possível, ou perderão cerca de 80% do seu peso original durante o processo. Para se obter 500 g. de açafrão, são necessárias entre 200.000 a 400.000 pétalas. E é esta a razão porque é vendido em pequenas porções e a preços elevados.

Diz-se que os antigos fenícios faziam bolos condimentados com açafrão e que eram feitos em honra da deusa do amor, quando se pretendia pedir-lhe sorte no amor. Alegadamente, o imperador romano Marco Aurélio tomava banho em água com açafrão para lhe colorir a pele e aumentar a virilidade, ou pelo menos ele achava que sim!

Considerava-se que o açafrão era diurético, que ajudava a acalmar as inflamações e, misturado com água, era usado para fazer “efusões aos olhos e aos ouvidos”.

Os efeitos afrodisíacos e fortificantes para o coração já eram conhecidos antes do nascimento de Cristo, e era utilizado como alucinogénio e substituto do ópio na Ásia Menor, Egipto, Grécia e Itália.

O açafrão é actualmente a especiaria mais cara do mundo. Isto provoca a procura de substitutos e suplementos mais baratos do que o açafrão em pó, como seja a flor e as sementes de açafrão, óleo de cardo ou curcuma (açafrão-da-índia).

Glossário

Pesquise os termos culinários de A-Z.

Conselhos e medidas

Use as nossas medidas como conversor de medidas.

Quantidades